Sopa de ervilha do Léo

Cartas na mesa – e sopa também!

Sabe a cena clássica sempre associada ao subúrbio do Rio, com moradores batendo papo, jogando conversa fora ou simples admirando a vida, a partir da própria calçada? Pois bem: essa cena se repete com frequência em frente à casa de Leonardo Lima de Oliveira, o Leo, morador de Honório Gurgel desde os oito anos de idade. É na calçada que, nos fins de semana, ele encontra os vizinhos – mais que isso, os amigos – para colocar a conversa em dia, relaxar depois de uma semana de trabalho e… jogar baralho. “Todo mundo chega cansado do serviço e esse é um meio da gente estar entrosado, se comunicando, batendo papo”, conta. Como não podia deixar de ser, o jogo e a conversa precisam de um acompanhamento. Ou, como explica Leo, “uma comidinha gostosa”.

“Geralmente quando a gente se reúne para um jogo de baralho, a primeira coisa que vem à cabeça é: ‘vamos rolar uma sopa?’. Aí eu faço uma sopa de ervilha, distribuo pra galera e fica todo mundo satisfeito”, diz ele. “Até porque jogando baralho a noite toda tem que comer alguma coisa, né? Não pode ficar com o estômago vazio”, argumenta.

Leo gosta de cozinha. “Me sinto bem no fogão. Tenho prazer de cozinhar para todo mundo. E quando a gente está um pouco estressado, a melhor coisa é fazer o que a gente gosta”, ensina Leo, que capricha nos ingredientes e nos temperos que preparar as sopas que serve para os amigos. Além do gosto pessoal, a dedicação tem mais um motivo: “Se eu não fizer legal, a rapaziada reclama!”, diz. A exigência da turma não aborrece Leo. Muito pelo contrário! “Tenho prazer de cozinhar para os amigos. O mais importante, pra mim, é a gente estar junto”, afirma ele que tem entre os planos para o futuro se formar em gastronomia. Vai fazer muito sucesso.

Receita

Ingredientes:

  • 1 kg de ervilha crua
  • Sal a gosto
  • 2 colheres de óleo
  • 250g de costelinha suína
  • 200g de bacon
  • 1 linguiça calabresa
  • 300 g de batata inglesa
  • ½ kg de cenoura
  • 1 molho de salsa
  • 2 tomates
  • 1 cebola
  • Chimichurri a gosto
  • Pimenta do reino a gosto
  • Cominho a gosto
  • 1 sachê de Sazon

 

Modo de preparo:

Cozinhe a ervilha em uma panela de pressão por 15 min, até ficar al dente, e separe.

Em uma panela grande, adicione o óleo, o bacon, a cebola, o alho, todos picados. Deixe-os dourar e acrescente e refogue a costelinha suína e a linguiça calabresa. Acrescente um pouco da água do cozimento da ervilha, a cenoura e a batata. Deixe ferver por 10 min despeje a ervilha cozida, com o chimichurri, pimenta do reino, sal e Sazon.

 

Tempo de preparo: 1h

Porções: 35

 

 

Artigo anteriorZico (Arthur Antunes Coimbra)
Próximo artigoBolo da Adriana